Bandeiras

Translate

domingo, 27 de abril de 2014

Luas "Sangrentas"

Estão preparados para as Luas "Sangrentas"?





Existe um fenômeno extremamente raro, que irá ocorrer nos próximos meses e também no ano de 2015, chamado de Luas Sangrentas ou Luas de Sangue, foi possível prever através da astrônomia, as datas exatas em que irão ocorrer. Não se trata de crenças religiosas, mas de fatos futuros que foram constatados por astrônomos e agências espaciais que estudam o nosso universo.




Segundo informações da Nasa, estamos à receber quatro luas sangrentas, duas nesse ano (2014) e duas no próximo ano. Mas o que você conhece sobre esse fenômeno?
Dos fatos mais intrigantes que irão fazer com que as Luas tenham essa cor, estão fatos envolvendo a bíblia sagrada, mais precisamente no livro de apocalipse, onde existe o seguinte versículo: "12º E, havendo aberto o sexto selo, olhei, e eis que houve um grande tremor de terra; e o sol tornou-se negro, e a lua tornou-se como sangue."

As datas que marcam esses eventos, são as mais intrigantes, pois o dia em que elas irão ocorrer segundo a própria Nasa, são datas que marcam feriados Judeus.
A primeira data é dia 15 de Abril deste ano, data que todos nós conhecemos como a querida e amada páscoa, onde todas as pessoas apenas se importam com o coelhinho e os ovinhos de chocolate, não é? Pois bem, essa data marca a primeira Lua sangrenta.
A segunda data é dia 8 de outubro deste ano também, marcando a Festa dos tabernáculos, que nós não conhecemos, mas também se trata de um feriado Judeu.
Após essas datas, no dia 20 de março de 2015, teremos um Eclipse Solar total, que incrivelmente também é constatado no versículo postado anteriormente.
A terceira data é dia 4 de abril de 2015 que marca outra páscoa.



A quarta data é dia 28 de setembro de 2015, Festa dos tabernáculos, novamente.

No passado esses fenômenos apenas ocorreram três vezes que também coincidiram com eventos importantes em Israel.
O primeiro ano foi em 1492, quando a Espanha expulsou os judeus, e também, Colombo descobriu a América, que se tornou um porto seguro para o povo judeu, que se tornaram livres.
O segundo ano foi em 1948, quando Israel renasceu como uma Nação, após 2 mil anos conseguiram essa independência.
O terceiro ano foi em 1967, Israel venceu a "Guerra dos Seis Dias" e reivindicaram Jerusálem, pela primeira vez em 2 mil anos, Jerusalém e Israel estavam juntos novamente.
As profecías estão escritas, porém essas datas não foram escritas no livro de apocalipse, apenas o evento. Então não se trata de religiosos fazendo drama por causa de fenômenos, e sim fatos que estão previstos para ocorrer segundo a Administração Nacional da Aeronáutica e do Espaço (NASA), fatos que foram escritos na bíblia.
Há quem acredite que após essas datas começarão os 7 anos de tribulações do governo do Anticristo. A evidência circunstancial deve também ser considerada, pois há várias indicações de que a tensão entre Israel e os seus vizinhos muçulmanos está prestes a explodir. O  presidente e dirigentes religiosos do Irã estão constantemente querendo a destruição completa de Israel. O seu programa nuclear está acelerando e a organização Hesbolah do Líbano estão armados até aos dentes.
Esses são os únicos anos em um futuro próximo, que se alinham com os feriados judaicos. Deve-se fazer menção aqui que existem outros anos que esses eventos ocorrerão novamente. Elas encontram-se em 2032-2033, 2043-2044, 2050-2051, 2061-2062, 2072-2073, e 2090-2091... A diferença entre esses anos é que os anos de 2014 e 2015 se alinham com os feriados judaicos e os outros não!



O que nos resta é esperar por essas datas e como sempre especularmos o que poderá acontecer, e se esses eventos sombrios irão realmente acontecer. Sendo fenômenos extremamente raros que intrigam completamente pessoas que buscam por conhecimento sobre o desconhecido, origem da vida, quem somos nós, etc...Mesmo não sendo um evento especificamente bíblico podemos muito bem aceitar que eles irão ocorrer e essa geração poderá conferir.
Isso não é para confrontar as crenças de ninguém, mas sim informar essas ocorrências que poucos sabem que estão para acontecer.


Especialistas em profecias apontam para "sinais inegáveis" no céu: luas de sangue
Estudiosos cristãos de judeus apontam para tempos proféticos coincidindo com sinais nos céus (luas de sangue)
por Jarbas Aragão



De tempo em tempos especialistas em profecias apontam para os sinais de cumprimento de alguma revelação bíblica. Os próximos dois anos serão marcados por diversos “sinais nos céus”, já conhecidos e previstos pela astronomia. Para eles, trata-se claramente da abertura de um dos selos descritos em Apocalipse 6.
O primeiro “alerta para a igreja” veio em 2008, quando o assunto foi levantado pelo pastor Mark Biltz, que é descendente de judeus. Ele afirmava ter feito uma descoberta surpreendente. Biltz estava estudando as profecias sobre o Sol e a Lua desde Gênesis, onde a Bíblia afirma que os luzeiros no céu serviriam “para sinais e para as estações do ano”.
“O termo em hebraico implica que não é apenas um sinal, mas um sinal da Sua vinda.” esclarece. Biltz diz ainda que a palavra traduzida como “estações” tem o sentido de “tempo determinado”, implicando na comemoração das festas estabelecidas por Deus no Antigo Testamento e que seguem o calendário lunar adotado pelos judeus.
Ele lembra de textos como Joel 2:31: “O sol se converterá em trevas, e a lua em sangue, antes de chegar o grande e terrível dia do SENHOR”, repetido em Atos 2:20. Também aponta para Mateus 24:29-30, quando Jesus diz “o sol escurecerá, e a lua não dará a sua luz. … E então aparecerá no céu o sinal do Filho do homem” e Lucas 21:11: “haverá também coisas espantosas, e grandes sinais do céu”.
“Deus quer que olhemos para o calendário bíblico, pois ele vai sinalizar sua vinda… precisamos estar atentos às festividades bíblicas, pois são todas proféticas”, afirma Biltz, pastor da igreja El Shaddai em Bonney Lake, Washington. Ao fazer uma análise sobre o fenômeno conhecido como “lua de sangue”, que ocorre quando o Sol fica em frente à Lua no firmamento, Biltz notou que esse tipo de eclipse lunar ocorreria justamente durante as festas bíblicas em 2014 e 2015. O pastor acredita que ao se tratar de sinais na terra, como fomes, pestes e guerras, a humanidade já está acostumada a ouvir falar, mas não ocorrer o mesmo quando são sinais no céu.
Convencido da importância desse fator, o pastor John Hagee fez um estudo aprofundado sobre esses eventos. Este ano, lançou um livro e um DVD com o título “Four Blood Moons: something is about to change” [As 4 luas de sangue: algo está prestes a mudar]. Ele explica que usou as projeções da NASA, relatos históricos e a Bíblia. Para Hagee existe uma conexão direta entre os quatro próximos eclipses lunares (lua de sangue) e “o que eles anunciam para Israel e para toda a humanidade.”
Seu argumento principal é que ao longo dos últimos 500 anos, três luas de sangue ocorreram no primeiro dia da Páscoa. Estas aparições estão ligadas a alguns dos dias mais importantes da história judaica.

Luas de sangue em dias importantes

1492 – o último ano da Inquisição espanhola, quando os judeus foram expulsos da Espanha 1948 – proclamação do Estado de Israel e a Guerra da Independência
1967 – início da guerra dos Seis Dias, quando Israel lutou contra nações árabes e reconquistou Jerusalém como parte de seu território
“Cada corpo celeste é controlada pela mão invisível de Deus, o que sinaliza eventos futuros para a humanidade. Não há acidentes no movimento solar ou lunar”, argumenta Hagee. Para ele é de extrema importância que os cristãos entendam estes sinais proféticos que apontam para a Segunda Vinda de Jesus

Mais recentemente, o pastor Steve Cioccolanti, da Igreja Discover, na Austrália, produziu um longo vídeo em formato de DVD (também disponível no Youtube) sobre os “Os 8 Supersinais nos céus antes do 70º Aniversário de Israel).
Segundo ele, tudo o que Deus prometeu na Bíblia está relacionado com Israel e o povo judeu. Falando sobre as raízes hebraicas das profecias sobre o fim tempo, ele aponta oito sinais que serão vistos no céu antes do aniversário dos 70 anos da restauração de Israel. Por que o número 70 é importante? Cioccolanti explica: “Porque Israel ficou 70 anos no cativeiro babilônico e demorou 70 anos entre o nascimento de Jesus e a destruição do templo em Jerusalém. Portanto, é algo muito importante o fato de Israel estar prestes a completar 70 anos desde seu renascimento como nação, em 1948.”
Ele faz longas observações tentando explicar os oito sinais, juntamente com algumas observações sobre as datas que eles acontecerão. Para ele a questão é simples, esses sinais provavelmente “nunca mais ocorrerão nessa sequencia” e alerta: “irão começar em breve”. Lembra ainda que no Talmude, livro judeus de Interpretação da lei, ensina “Quando a lua estiver em eclipse, é um mau presságio para Israel. Se a sua face for tão vermelha quanto o sangue, a espada [guerra] está vindo ao mundo”. Para o judaísmo, a Lua é um sinal para Israel, enquanto o Sol é um sinal para os gentios [resto do mundo].

Lua sinal para Israel, Sol para gentios

1 – Cometa Ison (28 de novembro de 2013) – A NASA já divulgou que este ano veremos um cometa com cauda brilhante como a lua cheia.
2 – Lua de Sangue (15 de abril de 2014) – terá início a “Tétrade”, período em que quatro eclipses lunares consecutivos são todos eclipses totais. Prenuncio de uma guerra mundial sangrenta
3- Lua de Sangue (08 de outubro de 2014) – Festa dos Tabernáculos (Sukkot) no calendário de Israel
4- Eclipse Solar Total (20 de março de 2015) – Um sinal para os gentios. Aniversário da provável data em que Moisés tirou os judeus do Egito
5- Lua de Sangue (4 de Abril de 2015) – Festa dos Tabernáculos (Sukkot) no calendário de Israel
6 – Eclipse solar parcial (13 de setembro de 2015) – Festa das trombetas no calendário de Israel e 7 º aniversário desde a última grande queda do mercado
7 – Lua de Sangue (28 de setembro de 2015) – Superlua, que também é um eclipse lunar. A lua nunca esteve tão próxima da Terra. Esse evento ocorrerá durante a Festa dos Tabernáculos (Sukkot).
8- Virgem vestida de Sol (23 setembro de 2017) – 50º aniversário da reconquista de Jerusalém (Jubileu). Brilho extraordinários da constelação de Virgem, cumprimento da Profecia de Apocalipse 12.
Data profética principal: Dia dos 70 anos da Independência de Israel (14 de maio de 2018), marcando o renascimento da nação.
É possível ver o vídeo aqui (em inglês).
Paralelo a isso tudo, entre os judeus há um crença parecida, baseada nas profecias do famoso rabino Judah ben Samuel, um fervoroso estudante do Tanach [Antigo Testamento]. Ele foi o fundador do movimento judaico Hasídico. Ele morreu em 1217, mas deixou escritos com suas conclusões. Para muitos, são profecias sobre os últimos “Jubileus”, períodos proféticos de 50 anos, seguindo o texto de Números 25.
1. Desde a data em que profetizou (1217), passariam 6 jubileus (300 anos) até que viessem tomar a cidade de Jerusalém. De fato, os Turcos Otomanos a conquistaram em 1517.
2. A cidade de Jerusalém estaria sob o domínio [dos Turcos Otomanos] durante 8 Jubileus, ou seja, 400 anos. Considera-se cumprida, pois os Turcos ficaram até 1917, quando foram expulsos pelo exército britânico.
3. A cidade de Jerusalém seria uma “terra de ninguém” pelo espaço de 1 Jubileu (50 anos). A Inglaterra atuou politicamente como “Protetorado” entre 1917 e 1967, pois em junho daquele ano o exército de Israel expulsou os árabes da cidade durante a Guerra dos Seis Dias.
4. Os Judeus dominariam a cidade durante 1 Jubileu (1967 até 2017?), ano que marcaria o Jubileu final, que daria início à Era Messiânica. O Yon Kippur (ano novo) será em 30/9/2017.
Uma vez que 2017 de nosso calendário será o ano 5777 do calendário judaico, muitos acreditam que a união de 3 “setes” aponta para perfeição e plenitude, na cultura judaica.
 Com informações de WND e Christian Post.

Conheça Jerusalém

Já é possível que qualquer pessoa do mundo passeie pelas ruas de Jerusalém e conheça gratuitamente um pouco mais da Terra Santa. Basta ter um computador com acesso à internet e visitar o site: www.360vr.tamiror.com/mtzeitim_en.

IRANIANO SE DECLARA "O MESSIAS"

IRANIANO SE DECLARA "O MESSIAS"


Chegou o Tempo! Mais um se diz "O MESSIAS" Prepare-se Jesus está voltando!
As profecias se cumprem dia a dia só não vê quem não quer!
Mehran Keshe, o polêmico iraniano, inventor e presidente da "Fundação Keshe", que por várias vezes, tem divulgado supostas invenções futuristas capazes de mudar radicalmente a civilização, e também acordos d
e paz mundial sem sucesso, acaba de se auto nomear 'Messias' em carta publicada recentemente em seu site e pelas redes sociais.

Veja o trecho: "Escrevo hoje com esta caneta: Eu como o Messias, quem toma seu tempo para estar entre vós, para aprender sobre você carências e falsas vidas, para que eu seja capaz de compreender os seus problemas..."

O que será que ele quis dizer com esta afirmação?

Será que ele está afirmando isso num sentido esotérico espiritualista, ou é possível que ele seja o Mahdi (o messias dos muçulmanos que "transformará" o mundo em um grande califado), ou o 'anticristo' para os cristãos?

Confira o texto completo a seguir:

'Em meu nome'

Eu tinha que vir à este planeta no corpo do homem e viver entre vocês a vida dele para compreender a forma como ele criou sua miséria e tanta injustiça à partir do momento que ele próprio criou para si e para seus semelhantes a miragem de obter e manter a nada o seu chamado de vida e bens físicos ilusórios.

Onde, Criamos e disponibilizamos todos os recursos do universo para ele e seus semelhantes viverem em conforto e paz neste planeta - quando eles estão maduros intelectual e espiritualmente (no tempo em que o homem amadurece o suficiente) - para que as tribos dos homens se juntem e unam-se com o restante da criação do Criador no universo.

Neste processo de maturidade, o homem escolheu o caminho da ganância, da injustiça e da morte, não apenas de animais, mas, da sua própria espécie também, agora que ele tem se tornado erroneamente orgulhoso de quantas pessoas ele pode sair matando com uma arma ou ferramenta na mão a partir do seu falso senso de poder de controle.

Foto: IRANIANO SE DECLARA "O MESSIAS"

Mehran Keshe, o polêmico iraniano, inventor e presidente da "Fundação Keshe", que por várias vezes, tem divulgado supostas invenções futuristas capazes de mudar radicalmente a civilização, e também acordos de paz mundial sem sucesso, acaba de se auto nomear 'Messias' em carta publicada recentemente em seu site e pelas redes sociais.

Veja o trecho:  "Escrevo hoje com esta caneta: Eu como o Messias, quem toma seu tempo para estar entre vós, para aprender sobre você carências e falsas vidas, para que eu seja capaz de compreender os seus problemas..."

O que será que ele quis dizer com esta afirmação?

Será que ele está afirmando isso num sentido esotérico espiritualista, ou é possível que ele seja o Mahdi (o messias dos muçulmanos que "transformará" o mundo em um grande califado), ou o 'anticristo' para os cristãos?

Confira o texto completo a seguir:

'Em meu nome'

Eu tinha que vir à este planeta no corpo do homem e viver entre vocês a vida dele para compreender a forma como ele criou sua miséria e tanta injustiça à partir do momento que ele próprio criou para si e para seus semelhantes a miragem de obter e manter a nada o seu chamado de vida e bens físicos ilusórios.

Onde, Criamos e disponibilizamos todos os recursos do universo para ele e seus semelhantes viverem em conforto e paz neste planeta - quando eles estão maduros intelectual e espiritualmente (no tempo em que o homem amadurece o suficiente) - para que as tribos dos homens se juntem e unam-se com o restante da criação do Criador no universo.

Neste processo de maturidade, o homem escolheu o caminho da ganância, da injustiça e da morte, não apenas de animais, mas, da sua própria espécie também, agora que ele tem se tornado erroneamente orgulhoso de quantas pessoas ele pode sair matando com uma arma ou ferramenta na mão a partir do seu falso senso de poder de controle.

Para alterar/mudar o curso da vida do homem deste caminho errôneo, temos enviado a vocês de muitas...

Conheça a história do primeiro casamento gay triplo

Conheça a história do primeiro casamento gay triplo do mundo; noivas esperam um filho.


Foto: Reprodução/Facebook

Doll, Kitten e Brynn estão oficialmente casadas desde agosto passado

Três mulheres lésbicas conseguiram oficializar o matrimônio em Massachussetts (EUA). Elas contaram com a ajuda de um advogado que preparou documentos que comprovam que as três são dependentes uma das outras como um casal, segundo informações do Daily Mail.
Segundo a publicação, Brynn e Doll se conheceram em 2009 por meio de um site de relacionamento e começaram a namorar. Com oito meses, elas foram morar juntos. Depois de dois anos, elas decidiram procurar uma terceira mulher para completar a relação. De acordo com elas, sempre tiveram relações poligâmicas. Elas usaram mais uma vez a internet e conheceram Kitten.
Após quatro encontros, as três começaram a namorar. Na cerimônia de casamento, realizada em agosto de 2013, as três realizaram o sonho de entrar na igreja, vestidas de branco, levadas ao altar por seus pais. Brynn diz que não conhece nenhum outro trio de lésbicas que seja casado, como elas, por isso acredita que elas tenham realizado o primeiro casamento lésbico triplo.
Depois de quase um ano de casamento, Kitten, 27 anos, está grávida de uma menina, após fazer um procedimento de Fertilização In Vitro (FIV) com o esperma de um doador desconhecido. Felizes com a gravidez, elas esperam poder ter outros filhos (todos gerados por Kitten, segundo os planos do trio).
Em entrevista, elas afirmaram que são muito felizes vivendo juntas. “Esperamos ter três filhos. Nós sempre brincamos que o número de crianças não deve ultrapassar o dos pais”, disse Brynn, 34 anos.

Descobertas da NASA provam que descrição bíblica sobre a criação é “cientificamente precisa”

I-M-P-R-E-S-S-I-O-N-A-N-T-E
Cientistas da NASA confirmam soberania de Deus e Criação da TERRA descrito em Gêneses.



A ciência e a religião por muitas vezes tem versões diferentes para os mesmos fatos, e em muitas questões, as teorias se opõem completamente ao que a Bíblia diz.
Uma pesquisa encomendada pela NASA acaba de dar sentido ao versículo 2 do primeiro capítulo de Gênesis: “E a terra era sem forma e vazia; e havia trevas sobre a face do abismo”.
Dados coletados por um satélite científico protoplanetário, que circunda o sistema estelar CoKu Tau 4, na constelação de Touro, levaram à conclusão de que planetas como a Terra se formam na escuridão de refugo e detritos da sua estrela central, coincidindo com a descrição do livro de Gênesis, que prega que o planeta era sem forma e vazio em seus estágios iniciais de desenvolvimento.
Os cientistas da NASA afirmaram ainda, segundo informações do PRNewsWire, que a descrição bíblica do livro de Gênesis é “incrivelmente precisa, tendo em vista o fato de que a palavra hebraica traduzida ‘dia’ (yom) pode significar vários períodos de tempo, e não apenas um período de 24 horas”, o que coincidiria com o relato bíblico de que Deus criou o mundo em “dias”.
Essas descobertas da Nasa também revelaram que como um planeta amadurece dentro de seu casulo empoeirado de forma gradual, acaba sugando toda a poeira entre ele e o sol, o que seria compatível com o que o livro de Gênesis diz no versículo três: “Haja luz”, que a ciência trata como “Luz difusa”.
Segundo o PRNewsWire, somente nos últimos estágios de formação do planeta, a luz do sol, já existente, a lua e as estrelas seriam visíveis da Terra: “Esta informação corresponde a Gênesis 1:16, para o dia quatro da criação, quando se olha pelo contexto do idioma hebraico. ‘E Deus passou a fazer (‘a-sah’) os dois grandes luminares [...] e também as estrelas’. A palavra hebraica ‘a-sah’ não significa criar, mas sim para realizar, ou levar a termo”, escreveu Paul Hutchins no portal.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...